segunda-feira, 11 de julho de 2016

TRANSPORTE DE CARGA PERIGOSA

Transporte de cargas perigosas pelas estradas de rodagem. A empresa produtora da carga é a responsável por sua entrega até o destino final. Ela deve produzir um documento específico para cada carregamento a ser transportado, indicando qual o produto, volume e peso e suas características, o tipo de periculosidade, os cuidados no manejo e transporte, os procedimentos em caso de acidente e vazamento da carga. Este documento deve estar afixado visivelmente na carroceria, para segurança dos usuários das pistas de rolamento. O proprietário ou responsável pelo veículo de transporte só poderá iniciar a operação de carga se tiver este documento visivelmente implantado na sua carroceria. Ele deverá entregar ao responsável pela carga um documento assegurando que o veículo é apropriado para este transporte e apresentar claramente o trajeto a ser percorrido. Deverá também indicar a classificação do motorista que confirmará que tem prática e ciência do trabalho a ser realizado. Deverá também apresentar ao motorista o layout do trajeto, com as dificuldades existentes no trajeto a ser percorrido, a velocidade máxima nos diversos trechos, e os cuidados a serem tomados para um estável percurso. Estes documentos produzidos em diversas cópias poderão ser apresentados aos intervenientes e a qualquer autoridade requisitante.

sábado, 14 de maio de 2016

TRANSITO LIVRE - "RETOMADA DO DESENVOLVIMENTO" a- Um dos principais motores de expansão da riqueza do país é a exportação, principalmente do agronegócio e minério. DESENVOLVIMENTO OTIMIZANDO O SETOR PRODUTIVO. b- Temos mais de 200 milhões de habitantes dos quais apenas 12,8 % são necessários a este esforço. c- Estimular a produtividade e a atividade produtiva do restante da população. DESENVOLVIMENTO ELIMINANDO O "CUSTO BRASIL". d- Percebemos que o modelo adotado nos últimos anos não propiciou desenvolvimento, mas estagnação, pois àqueles não inseridos no processo de trabalho foram oferecidas regalias financeiras sugando os recursos para o desenvolvimento. e- Possibilitar que os poucos recursos disponíveis possam ser investidos em projetos destinados a enxugar e aperfeiçoar o Serviço Público em todas as suas esferas. DESENVOLVIMENTO COM PLANEJAMENTO GLOBALIZADO. f- A Retomada do Desenvolvimento é uma Parceria Público Privada elencando as prioridades possíveis necessárias ao país e à população, otimizando os recursos e as necessidades em seu conjunto, com projetos de curto, médio e longo prazo, utilizando a "boa engenharia", a ter inicio imediatamente. DESENVOLVIMENTO COM PROJETOS DETALHADOS PARA SEREM LICITADAS OBRAS. g- Retomada do Desenvolvimento envolve aperfeiçoar todas as obras de infraestrutura existentes, com planejamento, projetos e alocação de recursos principalmente aquelas presentemente negligenciadas ou abandonadas. h- É inadmissível contratar qualquer obra sem ter um projeto executivo, estando presentes também uma empresa de gerenciamento, um "comitê de dispute board" e os recursos necessários. Evitam-se as "surpresas" nas execuções, nos custos e nos prazos. DESENVOLVIMENTO COM RECURSOS DISPONÍVEIS. i- Retomada de Desenvolvimento inicia-se pela Inovação e disponibilidade de recursos imediatos. j- Os recursos requeridos pelo Governo para as privatizações ficariam com o empreendedor, para investir nas obras facilitando o seu inicio. k- Inovação consiste também em copiar modelos existentes em outros países que saíram de igual condição pré-falimentar para um novo ritmo de pujança para toda a população, sem intervenção estatal que iniba este desenvolvimento. DESENVOLVIMENTO SEM BUROCRACIA, SEM ENTRAVES REGULATÓRIOS E SEM INSEGURANÇA JURÍDICA. l- A "boa engenharia" compreende algumas superações de entraves regulatórios, burocráticos e insegurança jurídica que são uns dos principais fatores que boicotam o Desenvolvimento. DESENVOLVIMENTO COM LEGISLADORES-POLÍTICOS- CONSCIENTES DE QUE AS NECESSIDADES SÁO DO PAÍS. m- A Base para o Desenvolvimento é a elaboração de projetos que mantenham os programas de Saúde e Educação em excelentes condições, sem o qual não haverá Desenvolvimento. DESENVOLVIMENTO FACILITANDO A INSERÇÁO DA POPULAÇÁO INATIVA EM ATIVIDADES CONDIZENTES. n- Substituir as regalias financeiras ao eventual eleitor, por oportunidades de desenvolvimento pessoal autônomo conforme seu talento. o- Desta forma os recursos do Governo seriam preservados para o Desenvolvimento, evitando vender nossos haveres para continuar com as regalias financeiras, modelo este já falido. "RETOMADA DO DESENVOLVIMENTO" SERÁ O SUCESSO PARA TODOS. p- Os legisladores - políticos - que se integrarem a esta nova matriz, serão sufragados nas urnas por seus eleitores e familiares, reconhecidos pelos ganhos do seu trabalho e possibilidades de melhor futuro sem terem que depender de benesses inconsistentes. VIDE: "O Estado de São Paulo"; The Economist; The New York Times; Folha de São Paulo; Veja; Time;

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Otimizar os caminhos do agronegocio, minerio e outros para o exterior

DIVISÃO TÉCNICA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA ECONÔMICA apoio institucional ABRADE - AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO www.abrade.org PRÓ RESPEITO AO CIDADÃO - SOLUÇÕES COM QUALIDADE DE VIDA POUPATEMPO DA LOGÍSTICA MULTI MODAL Convite para participar do Painel HIDROVIAS E SUA LOGÍSTICA Os Caminhos da eficiência no escoamento do minério, agronegócio e outros, para o exterior Local: Instituto de Engenharia - Av. Dr.Dante Pazzanese 120 - V. Mariana - São Paulo - SP Dia 20 de Agosto, quinta feira, das 9,00 às 12,00 hs Apresentamos a seguir algumas propostas e comentários havidos, após Painel realizado em Julho, Agosto e Setembro- com a palestra do eng. Vicente Abate, presidente da ABIFER –, Novembro com a palestra do Eng. Casemiro Tércio Carvalho, Diretor do Departamento Hidroviário da Secretaria de Estado de Logística e Transportes do Governo do Estado de São Paulo e Diretor Presidente da Companhia Docas de São Sebastião. Dezembro, Março, Abril, Maio e Junho pp, na sede do Instituto de Engenharia. A eficiência no escoamento será consequência da elaboração de um inventário das logísticas ao longo dos caminhos: 1-Estudos de demanda; 2- Hidrovias e eclusas; 3- Armazenagem entre os modais; 4- Equipamentos para os transbordos; 5- Sincronização; 6- Modais rodoviários, ferroviários, suas alternativas e inovações; 7- Portos fluviais, transbordos, armazenagem e embarques; 8-Informatização dos procedimentos; 9- Participação dos produtores e responsáveis pelas cargas; 10- Participação de especialistas nas diversas áreas, fabricantes de equipamentos com modernas tecnologias, empresas de projetos, construtoras e investidores; 11- Projetos pontuais em locais estratégicos. No Painel do dia 18/06/15 com a presença de operadores e interessados na otimização dos procedimentos e movimentação de cargas junto ao Porto de Santos, as seguintes prioridades foram elencadas: a) proceder ao desenvolvimento de um sistema de informação geográfica dos caminhos do escoamento; b) implementar um sistema centralizado das logísticas ao longo dos caminhos; c) implementar e agregar o inventário das logísticas ao sistema centralizado; d) superar os entraves regulatórios com apresentação de alternativas que possibilitem mais fluidez ao escoamento; e) desenvolver a logística necessária para agilizar substancialmente o fluxo de carga e descarga junto ao porto. Continuam distribuídos para implementação de estudos: a- melhor visualização na oferta de pontos de atracação de navios; b- modernização na gestão do Prático; c- ordenação na circulação de trens e caminhões pelo porto de Santos; d- claras definições nos fluxos de descarga e carga; e- sincronização dos procedimentos com ampla gestão de informações com os envolvidos; f- gestão das autoridades na preservação das faixas de domínio; g- Poupatempo da Logística Multimodal onde é essencial a colaboração e interlocução de todos os envolvidos e interessados neste esforço aglutinador destinado a superar os entraves regulatórios; h- otimização na gestão hidroviária; i- urgente apresentação de projetos para prévia análise . Estamos articulando com os responsáveis por diversos procedimentos em vários setores, para juntos procurarmos atender as necessidades que culminarão com a melhoria e eficiência do escoamento da produção ao destino. Uma contínua e permanente verificação e interação entre os projetos existentes nos Deptos. Hidroviários, DER, DNIT e segmento ferroviário é um tema a ser implementado, propondo e desenvolvendo as adequações necessárias, possibilitando assim viabilização de verbas, projetos e execução. Ha muitos nós a serem desatados O Painel transformou-se em um Fórum permanente, com contribuições podendo ser enviadas pelo email: logistica@abrade.org Inscrições gratuitas pelo e-mail: divtec@ie.org.br Eng. Alfredo Eugenio Birman - coordenador: 11 98147 3346 - e-mail: birman@abrade.org.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Cidade de São Paulo - Dicas de Transito: Os motoristas que circulam pela Rua da Consolação sentido Paulista centro, têm três faixas para circular. Entretanto, após a R. Caio Prado, as duas faixas a direita são sentido obrigatório para adentrar ao túnel para a radial leste, causando uma espécie de armadilha. Seria conveniente que somente a faixa a direita tivesse sentido obrigatório para adentrar o túnel.

domingo, 15 de março de 2015

ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA A CIDADE DE SÁO PAULO

Estamos envolvidos em projeto para abastecimento de água para a cidade de Sáo Paulo, para que em tempo hábil possamos ter este problema resolvido.

domingo, 8 de março de 2015

6/3/15 Dicas de trânsito – Cidade de São Paulo Prevençáo de acidentes - Urgente Nos semáforos da cidade de São Paulo, ha uma grave falha na utilização de mesmo modelo de iluminação para sinalização viária e a de pedestres, causando confusão e motivo de graves acidentes. Ha que se alterar a sinalização para o pedestre, com outro tipo de fonte, tornando-a mais discreta em relaçáo à sinalizaçáo viária.

domingo, 9 de novembro de 2014

Os Caminhos da eficiência no escoamento do minério, agronegócio e outros, para o exterior

HIDROVIAS E SUA LOGÍSTICA - 8 - Convite para participar do Painel HIDROVIAS E SUA LOGÍSTICA Os Caminhos da eficiência no escoamento do minério, agronegócio e outros, para o exterior Local: Instituto de Engenharia - Av. Dr.Dante Pazzanese 120 - V. Mariana - São Paulo - SP Dia 18 de Junho DE 2015, quinta feira, das 9,00 às 12,00 hs Apresentamos a seguir algumas propostas e comentários havidos, após Painel realizado em Julho, Agosto e Setembro- com a palestra do eng. Vicente Abate, presidente da ABIFER –, Novembro com a palestra do Eng. Casemiro Tércio Carvalho, Diretor do Departamento Hidroviário da Secretaria de Estado de Logística e Transportes do Governo do Estado de São Paulo e Diretor Presidente da Companhia Docas de São Sebastião. Dezembro, Março, Abril e Maio pp, na sede do Instituto de Engenharia. DIVISÃO TÉCNICA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA ECONÔMICA apoio institucional ABRADE - AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO www.abrade.org PRÓ RESPEITO AO CIDADÃO - SOLUÇÕES COM QUALIDADE DE VIDA POUPATEMPO DA LOGÍSTICA MULTI MODAL Convite para participar do Painel HIDROVIAS E SUA LOGÍSTICA Os Caminhos da eficiência no escoamento do minério, agronegócio e outros, para o exterior Local: Instituto de Engenharia - Av. Dr.Dante Pazzanese 120 - V. Mariana - São Paulo - SP Dia 18 de Junho, quinta feira, das 9,00 às 12,00 hs Apresentamos a seguir algumas propostas e comentários havidos, após Painel realizado em Julho, Agosto e Setembro- com a palestra do eng. Vicente Abate, presidente da ABIFER –, Novembro com a palestra do Eng. Casemiro Tércio Carvalho, Diretor do Departamento Hidroviário da Secretaria de Estado de Logística e Transportes do Governo do Estado de São Paulo e Diretor Presidente da Companhia Docas de São Sebastião. Dezembro, Março, Abril e Maio pp, na sede do Instituto de Engenharia. A eficiência no escoamento será consequência da elaboração de um inventário das logísticas ao longo dos caminhos: 1-Estudos de demanda; 2- Hidrovias e eclusas; 3- Armazenagem entre os modais; 4- Equipamentos para os transbordos; 5- Sincronização; 6- Modais rodoviários, ferroviários, suas alternativas e inovações; 7- Portos fluviais, transbordos, armazenagem e embarques; 8-Informatização dos procedimentos; 9- Participação dos produtores e responsáveis pelas cargas; 10- Participação de especialistas nas diversas áreas, fabricantes de equipamentos com modernas tecnologias, empresas de projetos, construtoras e investidores; 11- Projetos pontuais em locais estratégicos. No Painel do dia 21/05/15 com a presença de operadores e interessados na otimização dos procedimentos e movimentação de cargas junto ao Porto de Santos, as seguintes prioridades foram elencadas: a) proceder ao desenvolvimento de um sistema de informação geográfica dos caminhos do escoamento; b) implementar um sistema centralizado das logísticas ao longo dos caminhos; c) implementar e agregar o inventário das logísticas ao sistema centralizado; d) superar os entraves regulatórios com apresentação de alternativas que possibilitem mais fluidez ao escoamento; e) desenvolver a logística necessária para agilizar substancialmente o fluxo de carga e descarga junto ao porto. Continuam distribuídos para implementação de estudos: a- melhor visualização na oferta de pontos de atracação de navios; b- modernização na gestão do Prático; c- ordenação na circulação de trens e caminhões pelo porto de Santos; d- claras definições nos fluxos de descarga e carga; e- sincronização dos procedimentos com ampla gestão de informações com os envolvidos; f- gestão das autoridades na preservação das faixas de domínio; g- Poupatempo da Logística Multimodal onde é essencial a colaboração e interlocução de todos os envolvidos e interessados neste esforço aglutinador destinado a superar os entraves regulatórios; h- otimização na gestão hidroviária; i- urgente apresentação de projetos para prévia análise . Estamos articulando com os responsáveis por diversos procedimentos em vários setores, para juntos procurarmos atender as necessidades que culminarão com a melhoria e eficiência do escoamento da produção ao destino. Uma contínua e permanente verificação e interação entre os projetos existentes nos Deptos. Hidroviários, DER, DNIT e segmento ferroviário é um tema a ser implementado, propondo e desenvolvendo as adequações necessárias, possibilitando assim viabilização de verbas, projetos e execução. Ha muitos nós a serem desatados O Painel transformou-se em um Fórum permanente, com contribuições podendo ser enviadas pelo email: logistica@abrade.org Inscrições gratuitas pelo e-mail: divtec@ie.org.br Eng. Alfredo Eugenio Birman - coordenador: 11 98147 3346 - e-mail: birman@abrade.org.